Ir direto para menu de acessibilidade.
Acesse o canal do servidor
Início do conteúdo da página
CAMPANHA NACIONAL

Setembro Amarelo tem foco na prevenção do suicídio entre os jovens

Publicado: Segunda, 09 de Setembro de 2019, 17h30 | Última atualização em Terça, 17 de Setembro de 2019, 17h20

Mês foi escolhido em razão do Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, celebrado todo ano, no dia 10 de setembro

setembro amarelo 1 1740x870

Setembro é o mês de conscientização sobre a importância da prevenção do suicídio e, neste ano, a Campanha Nacional que marca as ações sobre o tema enfatiza a necessidade de atenção especial com o bem-estar e a saúde mental das crianças e dos adolescentes.

Segundado dados de um novo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos no mundo, atrás apenas de acidentes de trânsito. E a cada 40 segundos uma pessoa se suicida, sendo que 79% dos casos se concentram em países de baixa e média renda.

Quando olhamos para uma faixa etária ainda mais jovem – de 15 a 19 anos -, o suicídio aparece como segunda causa de mortes entre as meninas, após as complicações na gravidez, e a terceira entre meninos, depois de acidentes de trânsito e violência.

A OMS estima que cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio por ano – os números do relatório são referentes a 2016. No Brasil, foram registrados 13.467 casos, a grande maioria (10.203) entre homens, segundo a entidade.

SINAIS DE ALERTA - Depressão causa tristeza profunda e pessimismo, sentimentos que podem culminar em comportamentos suicidas. Segundo o Ministério da Saúde, os sinais mais frequentes são preocupação com a própria morte ou falta de esperança, expressão de ideias ou de intenções suicidas, isolamento, irritabilidade, ansiedade, angústia, desânimo, cansaço fácil, e diminuição ou incapacidade de sentir alegria.

Há também outros comportamentos que devem ser observados, de acordo com o Ministério da Saúde: aumento de sentimentos de medo e baixa autoestima, dificuldade de concentração, perda ou aumento do apetite e do peso, raciocínio mais lento e episódios frequentes de esquecimento.

acolha a vidaA IMPORTÂNCIA DE SE FALAR A RESPEITO – Nessa mesma linha de prevenção do suicídio e automutilação, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos lançou neste ano a campanha “Acolha a Vida”. Voltada a todas faixas etárias, especialmente crianças, adolescentes e jovens, a ideia da campanha é orientar profissionais da saúde, segurança, professores e, principalmente cidadãos, sobre como prevenir casos de suicídio e automutilação.

“Apesar de o assunto ser delicado, é importante conversamos sobre o suicídio. Muitas pessoas pensam que esse ato é uma realidade distante e que afeta poucas pessoas, mas, infelizmente, os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram o contrário”, explica a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. “Isso significa que é preciso haver um diálogo melhor em torno da saúde mental, e esse diálogo deve acontecer não apenas na ocorrência de tragédias públicas, quando já é tarde demais”, completa.

A campanha tem como pano de fundo o fortalecimento dos vínculos familiares na construção de uma sociedade que dialogue sobre as temáticas que obedeçam à transversalidade do tema. Na página do ministério, foi disponibilizada uma série de materiais para esclarecer dúvidas sobre o tema e orientar sobre a prevenção do suicídio e automutilação.

Confira um dos vídeos da campanha em que a atriz Luiza Brunet, parceira do Ministério da Mulher, explica sobre o suicídio e automutilação e as formas de prevenir e tratar a depressão:


APOIO E PREVENÇÃO
- O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, email, chat e voip 24 horas todos os dias.

A ligação para o CVV em parceria com o SUS, por meio do número 188, são gratuitas a partir de qualquer linha telefônica fixa ou celular.

Também é possível acessar www.cvv.org.br para chat, Skype, e-mail e mais informações sobre ligação gratuita.

Conheça os postos e horários de atendimento.

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

Fim do conteúdo da página