Ir direto para menu de acessibilidade.
Acesse o canal do servidor
Início do conteúdo da página
RODOVIDA

Ministério dos Transportes lança campanha de prevenção de acidentes nas rodovias

Publicado: Sábado, 22 de Dezembro de 2018, 07h49 | Última atualização em Quarta, 06 de Fevereiro de 2019, 17h33

RODOVIDA DestaqueO Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil passa a veicular, a partir deste sábado, 22 de dezembro, dentro da operação Rodovida, campanha nacional na TV para prevenção de acidentes nas rodovias. Além da publicidade, a estratégia do Governo Federal inclui aumento da fiscalização nas estradas, campanhas educativas e de saúde, melhorias na sinalização, parcerias com concessionários das rodovias, entre outras.

Acompanhe as redes do Ministério dos Transportes e confira as peças da campanha

Após o lançamento, a publicidade se desdobrará para outras mídias, como internet, rádio e mídia exterior (placas, displays, mídia de apoio). Na TV e na internet, a veiculação segue até o 06 de janeiro. No rádio, a campanha vai até 2 de janeiro, enquanto na mídia exterior até 20 de janeiro. O objetivo é alcançar todos os cidadãos portadores da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

A campanha da operação Rodovida tem como objetivo provocar no público uma reflexão sobre a gravidade e a extensão das consequências causadas pelas atitudes imprudentes ao volante, principalmente neste período de festas de fim de ano e férias, quando há maior movimento nas estradas.

A operação prevê o esforço integrado de vários órgãos federais, em articulação com estados e municípios. Além do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação, estão envolvidos na iniciativa: os ministérios da Justiça e Cidadania; Cidades; Saúde; a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Polícia Rodoviária Federal (PRF); Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Rodovida – Essa é uma das estratégias do governo brasileiro para que o país cumpra os objetivos da Década de Ação pela Segurança no Trânsito, lançada em 2011 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e uma das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O Brasil e outros 152 países se comprometeram a adotar medidas efetivas para reduzir em 50% o número de mortes no trânsito até 2020. Dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) apontam que o custo social de acidentes, apenas nas rodovias federais, chegou a R$ 12,8 bilhões em 2014.

Assessoria de Comunicação
Ministério dos Transportes, Portos e Aviação

Fim do conteúdo da página